Há mais de 30 anos fabricando alegria!

Dicas

Dicas de brincadeiras para cada fase do desenvolvimento infantil.

Publicado em 26.09.2023 |
Visualizações
470 visualizações

A infância é marcada pelas fases de desenvolvimento, são períodos em que as crianças aprendem a desenvolver novas habilidades e começam a entender o mundo.

É um marco super importante e também mostra como os pequenos podem lidar com as novidades. Para ajudar, os papais e as mamães podem oferecer brincadeiras ou tarefas que incentivem o aprendizado.

As brincadeiras costumam ser muito recomendadas, pois entretêm os pequenos e também ensinam, ou seja, é a união do útil ao agradável.

Além disso, ter um tempo em família e brincar com as crianças é uma forma de construir memórias duradouras e demonstrar o afeto.

Para cada fase do desenvolvimento, existe uma brincadeira ideal que pode deixar os pequenos alegres e concentrados para aprender coisas novas.

As atividades costumam impulsionar a coordenação motora e as habilidades cognitivas e sociais.

E para ajudar nessa tarefa, o nosso artigo traz ótimas brincadeiras que podem ajudar nas fases do desenvolvimento infantil. Continue a leitura e aproveite!

De 3 a 5 anos

Dos três aos cinco anos, a criança está descobrindo o mundo, geralmente nessa fase do desenvolvimento infantil, os pequenos se tornam verdadeiros questionadores, vivem fazendo perguntas e têm uma curiosidade aguçada.

É por isso que esse período é conhecido pelo aprendizado.

Durante esse período, o vocabulário aumenta diariamente, além disso, a coordenação motora também é treinada, pois as crianças começam a entender como o corpo funciona.

Nessa fase, os pequenos gostam de ouvir histórias, conhecer músicas, conversar, brincar e explorar novas possibilidades.

Sendo assim, as atividades ao ar livre são super indicadas e podem deixar as crianças felizes.

Para ajudar no desenvolvimento desta fase, separamos duas brincadeiras que podem fazer a diferença, confira abaixo!

O mestre mandou

criancas brincando de o mestre mandou

O mestre mandou é uma brincadeira simples que incentiva a concentração, habilidades motoras e a interação social.

Para brincar basta escolher qual participante será o mestre, neste caso, podem ser a mamãe ou o papai e seguir as suas ordens.

Todos os jogadores devem fazer exatamente aquilo que o mestre mandou, como por exemplo, encontrar objetos de uma determinada cor, realizar movimentos em sequência, como: “O mestre mandou pular de um pé só mostrando a língua, girando e batendo palma".

É uma brincadeira divertida e que pode trazer boas risadas para os pequenos!

Massinha

brincando com massinha

Toda criança ama massinha, é chance de pôr a mão na massa e criar novas figuras. Essa atividade é perfeita para incentivar a imaginação, criatividade e a coordenação motora.

Com a massinha as crianças podem criar algo totalmente novo, ou tentar reproduzir figuras, o importante é se divertir enquanto aprende.

Ambas brincadeiras também são formas de minimizar o tempo de telas, pois assim as crianças têm passatempos agradáveis.

De 6 a 8 anos

Esse período é quando os pequenos começam a ter mais noção sobre o funcionamento da rotina, da dominância familiar e até mesmo das responsabilidades.

Além disso, é um momento importante, pois também sinaliza o começo da vida escolar com o desenvolvimento intelectual e social.

Os pequenos têm muita energia, ainda mais quando estão aprendendo e vivenciando outras possibilidades, como é o exemplo da escola.

Nessa fase, além de ouvir histórias, eles também podem contar as suas próprias, relatando como foi o seu dia.

A fase dos seis aos oito anos é o momento em que a criança começa a mostrar a sua personalidade, pois tem mais entendimento sobre os próprios sentimentos e vontades, o que amplia as habilidades socioemocionais.

Por isso, é importante ter atividades que incentivam o raciocínio lógico e a autonomia. Observe abaixo alguns exemplos!

Jogos de carta e tabuleiro

criancas brincando com cartas

Os jogos de carta e tabuleiro são feitos com regras e contam com objetivos bem definidos, sendo assim, são indicados para o desenvolvimento do raciocínio lógico.

Além disso, os jogos são ideais para ensinar as crianças a lidarem com a vitória e também com as derrotas.

Esse processo pode ser um ótimo aprendizado para as crianças entenderem a complexidade dos sentimentos.

Existem diversos jogos que podem ser utilizados para brincar, como por exemplo, o quebra-cabeças, que inclusive é um brinquedo que ajuda no desenvolvimento do raciocínio lógico.

Além dessa opção, também temos a trilha de cores didática da Poliplac, perfeito para brincadeiras divertidas.

Outro ponto positivo é que ter um momento de jogos com os pequenos também ajuda a estabelecer uma rotina alegre e afetuosa.

Atividades simples de “faça você mesmo”

mesinha didatica

As atividades do “faça você mesmo” são sempre indicadas para estimular a autonomia e confiança dos pequenos.

Ainda mais nessa nova fase do desenvolvimento infantil, que as crianças começam a demonstrar sinais de independência.

Um ponto positivo dessas atividades é que podemos explorar a criatividade da criança, o “faça você mesmo”, pode ser uma pintura, ou um artesanato.

Essas brincadeiras são ótimas para o desenvolvimento cognitivo, pois é quando as crianças entendem sobre o que realmente gostam ou não e pode expressar isso de uma forma mais livre.

9 a 12 anos

É nessa faixa etária que as coisas começam realmente a mudar, pois a criança está entrando na pré-adolescência.

Os interesses já não são mais os mesmos, o tempo de qualidade em família começa a diminuir e os pequenos estão definitivamente crescendo.

É um período de transição difícil para eles e para os pais, mas existem formas de se manter presente para o seu filho e acolher essa nova fase.

É por isso que as atividades para crianças de 9 a 12 anos precisam ser mais atrativas e até mesmo complexas, como por exemplo, competições saudáveis, ou dinâmicas que promovam o pensamento crítico e a reflexão.

A dica é entender realmente o que o seu filho gosta e encaixar isso na rotina, talvez ele esteja interessado em ciências, ou literatura, tudo isso pode virar um hobby divertido e cheio de aprendizagem.

Separamos algumas atividades que podem fazer sucesso com essa faixa etária, confira!

Adedonha ou Stop

meninas brincando de adedonha

O Stop, ou adedonha, é uma brincadeira perfeita para colocar a cabeça para funcionar, além disso, é uma competição super saudável.

E o melhor, você pode personalizar, geralmente, essa brincadeira é feita em grupo, onde é sorteado uma letra do alfabeto e as pessoas devem escrever um objeto, uma cor, um filme, nomes e outros itens com a inicial que foi sorteada.

Aprender um instrumento musical

pai ensinando a filha um novo instrumento musical

Outra alternativa interessante é incentivar o gosto pela música, ou artes no geral.

Aprender um instrumento musical melhora as habilidades cognitivas e cria uma rotina saudável, onde a criança pode se expressar livremente por meio da arte.

Dica bônus: Brinquedos Poliplac

Gostou das brincadeiras? Elas realmente podem fazer a diferença na fase do desenvolvimento infantil, mas além disso, a Poliplac também oferece alguns brinquedos incríveis, como por exemplo, mesas didáticas, casinhas para crianças, blocos de montar e diversas opções.

Inclusive, a mesa de pebolim é uma ótima opção para as crianças mais velhas.

Aproveite e visite o nosso site!

ver mais